domingo, 19 de setembro de 2010

Veias Abertas






É tempo de lutar pelo que acreditamos agora e sempre; por isso, desembainho aqui as seguintes palavras...

Um dia após outro
Mais um leão abatido ao chão
Por mais que nos digam que não podemos ir adiante
Surpreender ao avançar é o disparo forte de um sim
Quando o que estava adormecido desperta
De um coração criado para manter a chama de uma vida que arde
Assim o nosso desejo ou necessidade
É um passo a mais que faz nos tornarmos o que somos
Talhados para a luta
Criados para viver em paz
Cavaleiros diante dos seus dragões
Erguendo suas espadas pelo que acreditam
Corajoso é aquele que tem fé
Uma razão pela qual morreria que lhe dá significado à vida
Aquele que não trai a si ou tampouco aos demais
Por negar-se a fechar os seus olhos ou a calar a sua voz
Mesmo ameaçado de ter as suas veias abertas
Seu sangue derramado um dia após o outro
É uma gota de orvalho comparada ao oceano de sua alma

5 comentários:

  1. Adorei...agora sim! A luta mano...sempre a lutar!
    Teu escudo é tua fé e tua espada a tua coragem.
    te amo maninho

    Preta

    ResponderExcluir
  2. Ok, adoro esses tipos de blog com esse tipo de conteúdo. É realmente muito bom;

    espero você na retro :D
    http://retrojovem.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. belas palavras,,,,legal o poema...

    ResponderExcluir
  4. Postagem bem interessante... Gostei!!..

    ResponderExcluir